quinta-feira, 19 de maio de 2022
20.9 C
Vitória

Prefeitura de Vitória lança programa de Reconhecimento Facial

A Prefeitura de Vitória lançou nesta quinta-feira (3) o Sistema de Reconhecimento Facial com o objetivo de ampliar a segurança na capital. Vitória será a primeira capital do País a implementar uma solução HCI (Hyper‐Converged Infrastructure – Infraestrutura Hiperconvergente).

O “super computador” é capaz de analisar e processar mais de mil imagens de câmeras de videomonitoramento de forma simultânea. O uso da nova tecnologia permitirá uma resposta no que diz respeito ao reconhecimento facial de criminosos, de pessoas com mandados de prisão em aberto, de suspeitas de práticas de crimes e de pessoas portando armas e objetos perigosos.

A primeira fase do projeto, com duração de 30 dias, vai contar inicialmente com 10 pontos simultâneos de reconhecimento facial, instalados em praças, escolas, próximo ao Aeroporto, unidades de saúde e demais equipamentos públicos do município. Ao final desta etapa de avaliação e ajustes, o monitoramento será ampliado para 50 pontos itinerantes.

“Acho muito importante para manter nossas crianças seguras. Algumas não podem ter os pais para acompanhar na saída escolar. Passa a ter uma segurança na redondeza das escolas, porque não sabemos quem pode realizar algum mal a eles”, disse Gabriela Santos Nascimento, auxiliar do Desenvolvimento Infantil.

“Avalio a iniciativa como boa, pois vai trazer mais segurança. Muitas vezes quando vamos pegar algum passageiro ficamos meio inibidos e com estas câmeras vai trazer mais segurança para nós, motoristas de taxis e Uber. Não podemos escolher passageiro. Ficaremos mais seguros na hora de embarcar e desembarcar o passageiro”, afirma Carlos Pereira, motorista de taxi há um ano.

“Este é um sistema inovador e moderno, onde Vitória será a primeira capital do nosso país a implementar. Através da Central de Videomonitoramento realizaremos o Reconhecimento Facial  e a partir daí iremos passar para nossas equipes que estarão nas ruas. Elas, então, irão até o local e farão a abordagem. Atualmente, temos cerca de 430 agentes municipais”, disse o comandante da Guarda, Fábio Rebello.

Identificação

“Este Sistema de Reconhecimento Facial vai identificar pessoas, mas especialmente criminosos com mandados de prisão em aberto. Iremos reconhecer pessoas que estão circulando no nosso munícipio que têm alguma pendência com a Justiça. Imediatamente encaminhamos uma viatura, para que esta pessoa seja detida. Diversos testes foram realizados pela Subsecretaria de Tecnologia e Informação, que será possível a identificação destes criminosos de máscara”, menciona o secretário municipal de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski.

A nova tecnologia também vai identificar veículos circulando de forma irregular, possibilitando a redução dos indicadores de acidentes e violência no trânsito com vítimas letais.

O investimento será de aproximadamente R$ 15 milhões, contemplando câmeras, licenças de softwares e o HCI. Ele também será utilizado para ampliar o tempo de armazenamento das imagens das 218 câmeras externas de videomonitoramento e das 315 câmeras internas de segurança, bem como suportar as 800 novas câmeras internas que estão sendo instaladas em escolas e unidades de saúde da cidade.

Criminalidade

“Tenho certeza que será mais uma ferramenta de combate à criminalidade. A Prefeitura de Vitória está investindo em inovação, principalmente trazendo tecnologia e modernidade para o Espírito Santo. Iremos iniciar agora o cadastro no banco de dados, para que foragidos e procurados possam ser identificados e presos. Reduzindo assim a impunidade. Queremos assim uma cidade segura, integrada e tecnológica. Onde a vida seja o nosso bem maior a ser preservado”, explicou o prefeito Lorenzo Pazolini.

A Prefeitura de Vitória conta com uma Central de Monitoramento e Controle no Centro, onde todas estas imagens serão inseridas e isso vai gerar um sinal sonoro e o local que o procurado está. Este Sistema de Reconhecimento Facial conta com a parceria Polícia Militar, Polícia Federal e Polícia Civil.

“Esta ferramenta não serve apenas para identificar foragidos. Ela pode ser utilizada para casos de violência doméstica, perante a uma decisão judicial. Para que haja restrição para que as pessoas não possam se aproximar da vítima. Podemos cadastrar estes endereços, e a partir do momento que este suspeito se aproximar da residência da vítima, a viatura se dirige com a Guarda Municipal até a residência”, reforça o prefeito.

O sistema utilizará, no período de testes, banco de dados com as imagens dos criminosos mais procurados nos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Minas Gerais, disponibilizadas na internet pelas Secretarias de Segurança Pública respectivas.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -