segunda-feira, 16 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Olavo de Carvalho morre nos EUA aos 74 anos

Olavo de Carvalho

Foi anunciado na madrugada desta terça-feira (25) o falecimento de Olavo de Carvalho, um dos principais gurus do governo Bolsonaro.

Ele morreu aos 74 anos. O perfil oficial do influenciador no Instagram anunciou seu falecimento.

Apontado no livro “Os Engenheiros do Caos: Como as Fake News, as Teorias da Conspiração e os Algoritmos estão sendo utilizados para disseminar ódio, medo e influenciar eleições”, do italiano Giuliano da Empoli, sobre a ascensão da extrema-direita no século 21, como o principal ideólogo desses grupos no Brasil, Olavo de Carvalho era tido em alta conta pela “ala ideológica” do Governo Bolsonaro.

Olavo de Carvalho

Um dos filhos do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL – SP), postou em suas redes sociais homenagem ao escritor.

“Aqui na Terra seus livros, vídeos e ensinamentos permanecerão por muito tempo ainda”, escreveu Eduardo em postagem com imagens suas ao lado de Olavo.

O Presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) também postou suas homenagens em redes sociais e em seu grupo de Telegram.

“Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o filósofo e professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”.

Coronavírus

Olavo estava internado num hospital na cidade em que morava, Richmond (Virgínia), nos EUA. Na nota de divulgação de seu falecimento, não foi especificada a razão de sua morte. No dia 16 de janeiro ele anunciou que estava infectado com o coronavírus. Desde o dia 8 as transmissões de seu curso online já haviam sido suspensas.

Desde o início da pandemia do coronavírus, o influenciador minimizava a gravidade da doença. Em janeiro do ano passado, o Twitter, de acordo com a política que vem adotando relacionada à disseminação de desinformação (fake news), apagou uma publicação sua sobre o vírus, por conter disseminação de informações enganosas e prejudiciais relacionadas à Covid-19.

Em live de 2020 no site Brasil Sem Medo, Olavo chegou a dizer que “não tem um único caso confirmado de morte por coronavírus. Para confirmar, você precisa fazer o exame de cada órgão do falecido, e onde fizeram isso? Nunca fizeram nenhum. É a mais vasta manipulação de opinião pública que já aconteceu na história humana. Parece coisa de ficção científica”.

Em 2021, Olavo de Carvalho passou por vários problemas de saúde, que o levaram a diversas internações no Brasil, algumas delas cercadas de polêmicas.

Entre julho e agosto de 2021, ele foi internado três vezes no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor), e na clínica particular Saint Marie, na zona sul de São Paulo.

Cardiopata, foi submetido a diferentes tratamentos, além de uma cirurgia na bexiga e um cateterismo de emergência.

O Ministério Público de São Paulo (MP – SP) instaurou, à época, um procedimento para averiguar possível irregularidade em sua internação. Olavo retornou aos EUA antes de ser interrogado.

“Eu não ia ficar sentado esperando que eles me convoquem algum dia. Se apareceu a oportunidade de ir embora, vamos embora”. Segundo o escritor, ele recebeu uma oferta repentina de um voo.

Autor de diversos livros, Olavo de Carvalho se auto-intitulava filósofo. Antes de ser celebrado como ideólogo de extrema-direita, ele fez carreira como astrólogo.

Seu principal sucesso editorial, o best-seller “O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Idiota”, organizado pelo jornalista Felipe Moura Brasil, era visto com frequência nas mãos do presidente da República, Jair Bolsonaro, e nas de seus filhos.

Olavo Luiz Pimentel de Carvalho deixa sua esposa Roxane, 8 filhos e 18 netos.

 

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -