quarta-feira, 29 de junho de 2022
25.5 C
Vitória

Políticas Públicas e Eleições Gerais de 2022

Vamos a partir deste artigo, abrir uma nova série para discutirmos o tema das
Políticas Públicas e as Eleições de 2022. Este ano teremos eleições gerais no
Brasil, e vamos votar em cinco cargos fundamentais dos poderes executivo e
legislativo. Votaremos no campo do poder executivo federal para o cargo de
Presidente da República e para o executivo estadual para o cargo de
Governador dos Estados. Já para os cargos do legislativo federal, votaremos
nos cargos de Senador da República e para Deputado Federal, e para o
legislativo estadual votaremos no cargo de deputado estadual. Assim,
votaremos em cinco cargos nas eleições deste ano, sendo três a nível federal
(Presidente, Senador e Deputado Federal) e dois a nível estadual (Governador
e Deputado Estadual).

As eleições democráticas constituem uma das principais formas de
participação da sociedade na escolha dos seus representantes na esfera
federal e estadual, dos poderes executivo e legislativo. É sem dúvida um dos
instrumentos mais poderosos da democracia, e iguala o poder de cada um de
nós, pois a cada indivíduo corresponde um voto. Dessa forma, a democracia
iguala todos os cidadãos dando a cada um o poder de escolha de seus
representantes.

Por isso o voto é uma arma importante de escolha, e o cidadão
deve votar consciente, conhecendo as propostas de seus candidatos, assim
como a trajetória deles na vida pública. Hoje com o acesso a internet,
podemos pesquisar sobre os candidatos e escolher aqueles que realmente
podem nos representear e defender nossos anseios, necessidades e
interesses ao serem eleitos. Precisamos evidenciar que não basta votar, mas é
preciso acompanhar as ações e atividades daqueles a quem confiamos nosso
voto, até para sabermos se realmente honraram a nossa confiança.

Na nossa Constituição Federal de 1988, a “Constituição Cidadã”, além do voto,
estão garantidas diversas formas de participação e fiscalização da sociedade
sobre a política, como os referendos, plebiscitos e o controle social das
políticas públicas exercido pelos conselhos municipais, estaduais e nacionais.

Neste sentido, é fundamental que a cidadania para ser completa, tenha a
participação da população nos mais variados espaços, tornando a democracia
um processo de ampliação cada vez maior da voz e da vez de todos os setores
da sociedade. Quanto mais participação melhor, para a ampliação e
desenvolvimento da democracia.

Portanto, as eleições constituem um momento importante de participação dos
cidadãos nos rumos da sociedade, e por isso precisamos participar, conhecer
os candidatos e suas propostas, e votar conscientes de que estamos fazendo
as melhores escolhas. Disso dependem os próximos anos de nossas vidas,
pois quem não participa e não decide, acaba deixando a outros decidirem os
rumos da sociedade. Portanto, participar e decidir é preciso, além de conhecer
os candidatos, suas histórias de vida, suas trajetórias, suas ideias e projetos
para contribuirmos para a construção de um Estado e um País melhores, para
nós e para as futuras gerações.

Nos próximos artigos, vamos mostrar as funções de cada um dos cargos que
estão em disputa nas eleições gerais deste ano, mostrando suas principais
atribuições.

César Albenes de Mendonça Cruz

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -