segunda-feira, 16 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

A Gestão Pública e o Governo 4.0 – Parte II

Em nosso artigo anterior, começamos a mostrar as principais características do Governo 4.0.  Neste artigo, queremos mostrar que muito mais do que o investimento em novas tecnologias, em equipamentos (hardware) e programas (software); é necessário investir em pessoas, em treinamento e capacitação dos servidores municipais.

É importante iniciar com este alerta, por que quando falamos de melhoria de serviços públicos com a informatização e a aplicação de novas tecnologias; a maioria das pessoas e dos gestores públicos pensa que estamos falando apenas de equipamentos e máquinas inteligentes e sistemas de informação.  Esta é uma parte do processo, mas sem o investimento em capacitação e treinamento dos servidores públicos, os equipamentos e sistemas não funcionarão.

E nesse sentido, o investimento em capacitação e treinamento de servidores municipais ainda é muito pequeno no Brasil. Quando comparamos o número de horas de treinamento de funcionários do setor privado com os funcionários do setor público, vemos uma distância muito grande.  Em outras palavras, no setor privado o investimento em capacitação e treinamento é muito alto, tendo uma quantidade de horas/treinamento por funcionário muito grande.  A tal ponto, que algumas empresas constituíram universidades corporativas, que incentivam seus funcionários a fazerem cursos permanentemente. Os servidores municipais, ao contrário, têm muito poucas horas/treinamento; o que os leva a não terem acesso às novas tecnologias e ao manuseio dos softwares mais atuais para a administração pública.

Se fizermos um levantamento entre os 78 municípios do Estado do Espírito Santo, veremos que poucos municípios têm uma Escola de Governo para ofertar cursos e treinamentos para seus servidores municipais.  Muitos municípios solicitam cursos e treinamentos da ESESP (Escola de Serviço Público do Espírito Santo), mas esta tem como função principal capacitar os servidores estaduais, e não consegue atender a todos os municípios na medida de suas necessidades.  Além disso, ainda vemos que muitos gestores municipais acham desnecessário investir na capacitação de seus servidores; e não veem esta ação como uma prioridade.

O resultado desse processo é uma falta de atualização dos servidores municipais nos temas ligados às novas tecnologias e sua utilização na melhoria da gestão pública; e ao mesmo tempo, a falta de capacitação gera a desmotivação e o não envolvimento destes com a administração pública.  Quem perde com este processo é a população que deveria ter acesso a políticas públicas de qualidade, e a própria gestão que não consegue dar as respostas que os munícipes precisam.

Temos como corrigir isso?  Claro que sim.  Basta vontade política dos gestores municipais, e visão de futuro de que estamos num caminho sem volta.  Ou os municípios se preparam para o Governo 4.0, ou estarão atrasados e não responderão às necessidades da população local por políticas públicas de qualidade. Mas para isso, mais do que comprar equipamentos tecnológicos e sistemas inteligentes; será necessário capacitar e treinar os servidores municipais para operarem estes sistemas e tirar deles, tudo o que podem nos ofertar.  Essas capacitações e treinamentos podem ser realizadas pela Escola de Governo do município, que é uma escola de formação voltada para os servidores municipais.  Essas capacitações e treinamentos podem ser realizadas tanto pelos próprios servidores municipais, por servidores estaduais e até por empresas especializadas contratadas por meio da Escola de Governo. Nesse sentido, precisamos elevar o número de horas/treinamento dos servidores municipais, para que eles estejam sempre atualizados e motivados para ofertarem as políticas públicas de qualidade que a sociedade espera.

Fechando esta reflexão de que a gestão pública caminha para o Governo 4.0, afirmamos que mais do que investir nas novas tecnologias (equipamentos e sistemas), precisamos capacitar e treinar os servidores públicos municipais; para que estes possam manusear estes equipamentos e sistemas, e oferecer as respostas que a população precisa em relação à oferta de políticas públicas.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -