quarta-feira, 18 de maio de 2022
24.9 C
Vitória

Ética e suas diferentes visões

Ética

Muito fácil e bonito falar a palavrinha mágica: Ética! Ao pronunciar essa palavrinha mágica, muitos olhares se voltam para aquele que fala, exatamente porque muitas portas podem se abrir diante dessa palavra.

Levanta-se a bandeira da conveniência, de cair no gosto público, arrebanhar simpatias e uma certa dose de credibilidade, calcados e calçados na palavrinha mágica. Porém, no exato momento de ser ÉTICO, praticar a ética nas coisas mais simples do nosso dia-dia, o ser humano ‘escorrega’ na maioria das vezes e entra equivocadamente no entroncamento oblíquo à esquerda e adentra no desvio dos descaminhos.

Precisando de um empurrãozinho para ajudar o ser humaninho a não errar, vamos analisar nosso comportamento, nossos padrões, pensar de forma bem básica sobre aquilo que gostamos que nos façam, e aquele tipo de coisas que não aceitamos definitivamente que nos façam.

Ou ainda, vamos voltar no tempo e rever uma forma inaceitável de sermos tratados, de uma forma que mexe com nosso íntimo, que nos ofende, que constrange, que nos tira do sério e nos faz sentir injustiçados.

Assim, vamos pensando com maturidade sobre o assunto:

  1. Você quer, mas não pode: sim, você quer ardentemente fazer algo, seus olhos brilham por alguma coisa. Mas, no íntimo, você sabe que não pode. Que não deve. Não é normal. Não é legal. Logo, não é ÉTICO fazer isso, praticar aquela ideia, interferir na esfera jurídica de outrem. Prejudicar alguém com atos ou palavras, não é um comportamento ético.
  2. Você pode, mas não deve: de outra forma, há situações em que você pode, mas não deve. Ou seja, você até “poderia” tomar algumas atitudes, fazer algumas coisas que estejam em mente, algumas situações se colocam diante de você, ao alcance da mão. Porém, você também sabe que não deve. E por que não deve? Porque toda ação tem reação.

Todos os atos geram consequências e você responde diretamente por todas elas. Pegando essa visão, repensando as consequências e responsabilidades inerentes às nossas ações, concluímos que o melhor caminho a seguir é pensar muito antes de agir. Sondar a viabilidade dos nossos atos e ações.

E sabe por que? Porque quando analisamos uma atitude antes de praticá-la, temos um tempo hábil para avaliar exatamente as consequências que virão desse ato. Qualquer ato que praticamos está sujeito a uma reação consequente. Não sabemos o tipo de reação que iremos desencadear, a sua repercussão, assim como os prejuízos que podemos causar.

Respondemos por todas as nossas atitudes, quer gostemos ou não, quer achemos que elas são benéficas ou não. Quer concordemos ou não. Assumimos a culpa e o risco. Consequentemente, pagamos o preço. E por que tal fato acontece? Exatamente porque não é o nosso conceito de certo e errado que prevalece.

Não é o que “gostamos” ou preferimos que está em discussão. Não é um cardápio onde escolhemos o que melhor nos atende. É o conceito público, pensamento coletivo, conceito social, arcabouço ético e moral. E, assim, conhecendo os atos, sua repercussão, suas consequências, responsabilidades e obrigações a eles inerentes, estamos aptos a evitar os possíveis problemas antes dos mesmos acontecerem.

Temos assim uma chance de AFIRMAÇÃO DA ÉTICA! A minha forma de ver e praticar meus conceitos éticos (retos ou sinuosos) pode interferir na vida de alguém? Eu posso prejudicar alguém, o cargo de alguém, a vida de outra pessoa, ou trazer danos psicológicos através da minha conduta? Minha forma de ver o mundo e sair por aí colocando minhas ideias em prática porque eu me considero uma verdade acabada e desconsidero as opiniões alheias não é uma atitude capaz de ferir, prejudicar, e até de matar alguém?

É quando temos sonhos, desejos, fantasias, mas optamos pela prática daquilo que é certo, justo, legal e honesto. Essas palavrinhas te levam a alguma reflexão? Se você já parou um instante para repensar sobre essas palavrinhas mágicas, podemos concluir que você está no caminho certo.

Seja certo! Seja correto! Seja justo! Seja legal! Seja honesto! Seja ÉTICO!

Ética

Foto de capa:

[email protected]

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -