sexta-feira, 12 de agosto de 2022
21.6 C
Vitória

Essa tal permissividade…

Curiosamente, em tempos de estudos avançados e análises comportamentais
realizadas pelos mais diversos vieses, nos deparamos muitas das vezes com
atitudes tão absurdas e contrárias àquilo que chamamos de evolução que,
ficamos meio incrédulos diante de atos e fatos, acreditando apenas que nós é
que surtamos ou, de repente, demos uma “piradinha” na nossa santa lucidez!

Trabalha-se reiteradamente o desenvolvimento humano, o crescimento
profissional, o autoconhecimento, a busca acelerada pelo desenvolvimento nas
carreiras visando despontar no alto do podium, deixando para trás aqueles que
não entendem a rapidez das mudanças, a necessidade de se trabalhar a
imagem pessoal e profissional, de ser um em um milhão!

Aqueles que ainda não entenderam todo esse conjunto de habilidades e
competências são exatamente aqueles que se acham donos das verdades
“acabadas”, aqueles que têm certeza sem ter conhecimento de um
determinado assunto a ser discutido, que atestam a própria ignorância através
dos atos e palavras, que arranham qualquer imagem ou resquício de cultura,
educação, respeito ao outro.

Esses são os arautos da mediocridade!

São aqueles que encontram apoio na sua claque, que recebem curtidas às
centenas diante de um ato de grosseria e, muitas das vezes, até de selvageria!

Sim!

Pasmem!

Tornou-se muito mais comum do que gostaríamos que fosse, mas estamos
convivendo com a selvageria asseverada por uma tal permissividade envolta
em uma aura de modernidade e liberdade de expressão, nos apoiadores,
simpatizantes, e demais segmentos dos bobos da corte.

Pessoas desprovidas de senso próprio, que vivem nas sombras de terceiros,
que repetem atos e palavras, confirmam histórias descabidas, discursam sobre
teses nada ortodoxas, por assim dizer!

Enquanto houver público para os absurdos, enquanto houver apoiadores
insanos tal e qual, estará garantida essa tal permissividade que dá espaço para
atrocidades, pessoas desumanas, gente despida de amor próprio e amor ao
outro!

A permissividade é criminosa!

E pode ser um crime coletivo!

Pense nisso!

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -