quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
29.9 C
Vitória

    Colatina e Linhares em risco muito alto de inundação com alta do Rio Doce

    Relacionados

    - Publicidade -

    As cidades de Colatina e Linhares estão em risco muito alto de inundação devido ao aumento do nível do Rio Doce. Segundo boletim mais recente da Defesa Civil Estadual, o rio já ultrapassava o nível de inundação à meia-noite desta terça-feira (11), em Linhares, e às 5h15 da manhã, em Colatina.

    O documento detalha em dois gráficos a situação em cada município. Em Colatina, o nível atingiu o pico de 643 cm, ou seja, 63 cm a mais que a cota de inundação de 580 cm. Já em Linhares, chegou 402, quando a cota de inundação é 345 cm, uma alta de 57 cm no nível do rio.

    - Publicidade -

    De acordo com a Defesa Civil Municipal de Linhares, a tendência é de que o nível do rio continue a subir e alcance, ainda nesta manhã, 4,50 metros, devido às chuvas sobre a Bacia do Rio Doce, em Minas Gerais, especialmente na Usina de Mascarenhas, cuja vazão de água quase dobrou. O órgão monitora as comunidades ribeirinhas, com destaque para a do Olaria, e orienta às famílias para que deixem suas residências e sigam para o ginásio do bairro Conceição.

    Ainda em Linhares, segundo a Prefeitura, cinco famílias estão sendo encaminhadas ao ginásio do bairro Conceição, como medida de segurança. Nesta segunda-feira (10), outras duas famílias, somando oito pessoas, já haviam sido acolhidas. A Secretaria Municipal de Assistência Social estás dando apoio no local, para onde são enviados alimentos e itens de higiene pessoal.

    Fonte: Defesa Civil do Espírito Santo
    - Publicidade -

    O nível do Rio Doce vem subindo continuamente desde o último domingo (9). Sem apresentar redução, no máximo desacelerando, coincide com a incidência de intensas chuvas registradas no Espírito Santo e em Minas Gerais, onde 145 cidades estão em situação de emergência, conforme boletim da Defesa Civil Estadual. Em Governador Valadares, o Rio Doce atingiu 4 metros e pode chegar a 4,5 metros ainda às 11h desta terça. O prefeito André Merlo decretou situação de emergência no município, que já tem 6 mil estão desalojados e 93 desabrigados devido às enchentes.

    No Espírito Santo, Mimoso do Sul registrou o maior acumulado de chuvas nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim da Defesa Civil Estadual: 31 milímetros (mm). Em seguida vêm Alegre (25,13 mm), Afonso Cláudio (20,82 mm), Guaçuí (20,00 mm), Colatina (19,58 mm), Santa Teresa (16,40 mm) e Iúna (12,40 mm). Os demais não registraram acumulado de chuva superiores a 10 mm.

    - Publicidade -

    Em todo o estado, 1.447 pessoas estão desalojadas e outras 243 desabrigadas. Somente em Bom Jesus do Norte são 671 desalojados e 14 desabrigados. Já em Castelo, 610 estão desalojados e 206 desabrigados. A Defesa Civil informa que a creche Tia Fátima, no Bairro São Sebastião, em Bom Jesus do Norte, e a Escola Madalena Pisa, em Vila Izabel, Castelo, são os abrigos para acolhimento.

    - Publicidade -

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    - Publicidade -